Venha pelo seu Pé

Home / , / Venha pelo seu Pé
Portugal, Projectos Finalizados

Descrição geral do projecto

Prevê-se que em 2030 a prevalência da diabetes seja o dobro da prevalência actual no mundo e que aumente 20% na Europa. A diabetes é particularmente frequente em populações envelhecidas, atingindo, segundo o PREVADIAB, 26,3% da população entre 60 e 79 anos. São também as doenças crónicas, como a diabetes mellitus, que originam um maior dispêndio de recursos, estimando-se, de acordo com a Federação Internacional de Diabetes, que a diabetes absorva entre 5% e 14% do orçamento da saúde de um país. A diabetes é uma doença endócrina e metabólica que a médio e longo prazo produz significativas e importantes lesões neurológicas e vasculares, complexas e multifocais. Estas lesões tornam-se clinicamente evidentes anos depois do início da doença e afectam a retina, os rins, os vasos de grande e médio calibre, as pernas e os pés. As complicações da diabetes localizadas no pé do diabético podem ter origem em doença macrovascular, aterosclerótica, afectando a irrigação dos membros inferiores, e/ou num conjunto de perturbações vasculares, neuropáticas e infecciosas denominadas de pé diabético. O pé diabético é, desta forma, uma das complicações mais graves da diabetes mellitus, sendo o principal motivo de ocupação das camas hospitalares pelos diabéticos e responsável por 40 a 60% das amputações efectuadas por causas não traumáticas. Estima-se que nos países ocidentais cerca de 25% da população diabética venha a desenvolver uma úlcera no pé num momento qualquer da sua vida, e que a maioria destas úlceras virão a ficar infectadas. Mais de metade dos diabéticos que têm uma úlcera infectada num pé virão a ter outra dentro de algum tempo, e entre 25 a 50% dos pés de diabéticos com infecção virão a sofrer algum grau de amputação.

Em Portugal, uma vez que os estudos de prevalência de diabetes não foram efectuados em amostras representativas, consideram-se os dados do Inquérito Nacional de Saúde (INS), relativamente à prevalência auto-referida nas amostras de 1999 (4.7%) e de 2006 (6.7%). Reforça-se, assim, a convicção de uma tendência crescente da prevalência da diabetes em Portugal, estimada pela IDF, para 2007, em 8,2% e para 2025 em cerca de 9,8%. A IDF estima, ainda para Portugal e em 2007, uma percentagem de tolerância diminuída à glucose (TDG) de 10,1% e, se nada for feito no sentido de parar a progressão da doença, um aumento desta prevalência para 10,8%.

OBJECTIVOS

  • Preparar e realizar sessões de educação para a saúde com os diabéticos;
  • Sensibilizar familiares e cuidadores de utentes com diabetes;
  • Informar sobre o pé diabético, à comunidade diabética, familiares e/ou cuidadores e profissionais de saúde;
  • Melhorar e democratizar o acesso à informação sobre as complicações associadas ao pé diabético;
  • Caracterizar epidemiologicamente a população diabética do Centro de Saúde de S. Martinho do Bispo, com recolha e sistematização de dados através da aplicação de questionários e inquéritos;
  • Operacionalizar consultas de pé diabético que potenciem o acompanhamento, apoio e tratamento dos problemas associados ao pé dos utentes diabéticos;
  • Reduzir a mortalidade e morbilidade associada às complicações do pé diabético, diminuindo a prevalência dos factores de risco associados às lesões ulceradas;
  • Reconhecer precocemente as complicações relacionadas com os pés dos doentes diabéticos, de modo a tratar atempadamente.

Destinatários|as

  • Doentes diabéticos inscritos no Centro de Saúde de São Martinho do Bispo;
  • Público em geral.

Local

  • Centro de Saúde de São Martinho, Coimbra

Duração

  • 12 meses (1 de Junho de 2012 a 30 de Junho de 2013)

Entidade Financiadora

Mais Informações

Related Projects
Contacte-nos

Fale Connosco.